Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Voltámos em força ao tempo dos papões anticomunistas

por Amato, em 25.10.15

Quando hoje, domingo de manhã, acedi ao Diário de Notícias, havia um comentador que procurava justificar com “factos históricos” aquela difamação gratuita, aquela anormalidade de se dizer que os comunistas comiam criancinhas ao pequeno-almoço, ressuscitada dos tempos idos do pós-vinte-e-cinco-de-abril. A justificação conseguia ser ainda mais anormal do que a tese difamatória e só conseguia demonstrar cabalmente a anormalidade congénita do autor. Depois, havia ainda outro comentador que escrevia qualquer coisa como “os comunistas são apenas os da universidade e os do manicómio”, entre outras barbaridades e baixos insultos. O DN devia ter vergonha em reproduzir nas suas páginas tanta imbecilidade, tanta boçalidade, junta. E isto sucede a cada dia, não apenas no DN, mas em quase todos os jornais.

 

Parece que voltámos em força ao tempo dos papões anticomunistas. É interessante verificar que tal acontece perante a mera possibilidade de o Partido Comunista suportar parlamentarmente um governo socialista! Com efeito, a possibilidade de o Partido Comunista integrar o governo nunca esteve, segundo o que se sabe, em cima da mesa.

 

A televisão é algo do mesmo género. A RTP 3, canal informativo recém renomeado e diretivamente remodelado, assume de forma mais ou menos clara a orientação de apenas dar voz a comentadores de direita nos seus painéis de comentário. Temo-lo visto. E é para este tipo de informação “plural” que os nossos impostos são canalizados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Amato

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Tags

mais tags