Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

Vermes e homens

por Amato, em 17.11.14

Por vezes dou comigo num estado letárgico, depressivo. Parece que todas as pessoas com voz pública que conseguem conquistar um pouco da minha admiração estão irremediavelmente fadadas para me desiludir. Ou, por ventura, estarei eu destinado a me desiludir com elas. Parece que todos têm um preço à espera de ser batido, como se o património ideológico de cada um fosse objeto de um leilão fechado. Por outro lado, talvez a raiz do problema esteja no saco de onde retiram estas pessoas para preencher o espaço mediático.

 

Já me desiludi com tantas pessoas que dói: com jornalistas que criticavam ferozmente governantes corruptos para logo depois assumirem a defesa de idêntica corrupção corporizada nos que se seguiram; com comentadores e fazedores de opinião que escrutinavam com irrepreensível minúcia, sob uma capa da mais inabalável moralidade, os atos de determinados governos para, logo após o derrube dos mesmos, assumirem a defesa de quadros morais e opinativos escandalosamente antagónicos. Já me desiludi, enfim, com humoristas de vanguarda, que outrora se assumiram como os verdadeiros megafones de causas nobres e esquecidas, como vozes com a força e a pujança, a projeção e o destaque mediáticos, que os partidos que defendem tais causas inevitavelmente não têm, para que, navegando sobre as ondas do sucesso, venderem a sua voz, o seu património, por um anúncio qualquer ou uma promessa de algum poleiro.

 

Já me desiludi com muita gente ao longo dos anos e a inocência perdida revela-se no reconhecimento da natureza repetitiva e circular deste processo. Somos apenas humanos e encontramo-nos condenados aos limites da nossa humanidade. Mas isto é apenas a maneira simplista de encarar a coisa. Não me choca que estas pessoas professem as suas opiniões correntes. Enoja-me que tivessem defendido outras com o único propósito de se fazerem notar, subir na vida ou pagar um favor. Enoja-me o caráter flutuante das suas opiniões. Enoja-me a carência de uma espinha dorsal. Estas são as menores amostras de humanidade de que dispomos. Estas são as pessoas que devemos verdadeiramente temer na vida. Se amanhã o país cambiar de regime, estes serão os seus primeiros apóstolos. De igual modo, serão também os tumores responsáveis pelo eventual falhanço de todo e qualquer projeto social.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Amato

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Mensagens