Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Ter o coração no sítio certo

por Amato, em 07.08.16

Há pessoas que têm o coração no sítio certo, mas, por estarem tão vinculados ao sistema, limitam-se a fazer eco das mentiras veiculadas pelas estruturas propagandistas desse mesmo sistema, como meros corpos de reflexão.

 

http://www.centives.net/S/wp-content/uploads/2012/03/030212_0750_HowBigisThe1.png

 

Não obstante terem o coração no lugar certo, estas pessoas dificilmente encontrarão o seu caminho transformador, o seu caminho revolucionário, no seio das sociedades humanas. As suas discussões e reflexões sobre a sociedade partem de premissas erradas. Tomam como verdadeiros certos axiomas fornecidos pelos meios de informação, desconhecendo ou desprezando o facto de que estes mais não são do que estruturas de propaganda com o objetivo de cristalizar o sistema, para cristalizar classes sociais e económicas, para eternizar o poder burguês e o seu trono social.

 

De que vale, portanto, ter o coração no sítio certo? Vale muito pouco. Não dando, ou sendo incapaz de dar, o passo seguinte, somos todos peças equivalentes ao serviço do sistema. Afinal, todos somos filhos de alguma mãe que nos ama e, muitos, somos pais e mães de alguém que nos considera o mundo. O que fazemos com esse amor, a forma como este se reflete no nosso sentido de justiça e de liberdade nas sociedades em que vivemos... isso é que já é outra história.

A prison for your mind

por Amato, em 04.11.15

Morpheus: I imagine that right now, you're feeling a bit like Alice. Hmm? Tumbling down the rabbit hole?

 

Neo: You could say that.

 

Morpheus: I see it in your eyes. You have the look of a man who accepts what he sees because he is expecting to wake up. Ironically, that's not far from the truth. Do you believe in fate, Neo?

 

Neo: No.

 

Morpheus: Why not?

 

Neo: Because I don't like the idea that I'm not in control of my life.

 

Morpheus: I know exactly what you mean. Let me tell you why you're here. You're here because you know something. What you know you can't explain, but you feel it. You've felt it your entire life, that there's something wrong with the world. You don't know what it is, but it's there, like a splinter in your mind, driving you mad. It is this feeling that has brought you to me. Do you know what I'm talking about?

 

Neo: The Matrix.

 

Morpheus: Do you want to know what it is?

 

Neo: Yes.

 

Morpheus: The Matrix is everywhere. It is all around us. Even now, in this very room. You can see it when you look out your window or when you turn on your television. You can feel it when you go to work... when you go to church... when you pay your taxes. It is the world that has been pulled over your eyes to blind you from the truth.

 

Neo: What truth?

 

Morpheus: That you are a slave, Neo. Like everyone else you were born into bondage. Into a prison that you cannot taste or see or touch. A prison for your mind.

 

— The Matrix, 1999.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Amato

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Tags

mais tags