Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

Recheio de notícia

por Amato, em 02.09.15

Os jornalistas que escrevem e que debitam as reportagens que passam a viva voz na televisão ou que se marcam a tinta negra indelével no papel sujo dos jornais afirmam sem pudor, como se de uma trivial conclusão se tratasse, após o debate entre Jerónimo de Sousa e Catarina Martins, que entre ambos não existem diferenças substantivas. Curiosamente, estes são os mesmos jornalistas que são lestos em descortinar diferenças entre António Costa e Passos Coelho.

 

O jornalismo está reduzido a esta forma de fazer notícia em que o relato dos factos é permanentemente injetado com um recheio opinativo de preconceito, recheio esse confecionado no dia anterior, à noite. Escolha-se o jornal que se quiser ou o noticiário televisivo que se entender.

 

Se formos capazes de entender o processo, então também seremos capazes de perceber por que razão certos jornalistas assumem posições de destaque nos meios de comunicação quando resulta óbvio não possuírem as condições mínimas para o cargo. Nos dias que correm vemos jornalistas que, não obstante os mais avançados corretores ortográficos, cometem os maiores atentados à língua de Camões, vemos outros com problemas evidentes, mecânicos, de dicção e de oralidade, e vemos ainda outros com postura imprópria e desadequada em face da câmara, por exemplo, moderadores de debate que passam grande parte do mesmo com dois dedos da mão direita entre o lábio inferior e a cova do queixo, numa postura que não fica bem, que não é própria.

 

Tudo isto resulta muito estranho quando nos apanha desprevenidos. Quando existe tanta gente capaz, tanta juventude a ser excelentemente formada todos os anos nas faculdades públicas portuguesas, por que razão detetamos tantos casos destes?

 

Tudo isto se torna mais compreensível assim que percebemos que a razão de ser dos cargos não está tanto na forma e na ética profissional do mesmo, mas mais noutras coisas que se situam a jusante, nas opiniões que se semeiam ou na qualidade das questões combinadas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Amato

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Mensagens