Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Porto de Amato

Porto de abrigo, porto de inquietação, porto de resistência.

Ansiedade descontrolada

Da atuação mediática de Catarina Martins no contexto das negociações entre a esquerda para um governo PS transparece claramente a ideia de uma ansiedade descontrolada por protagonismo. Catarina Martins devia olhar para o lado, na direção de Jerónimo de Sousa, e aprender uma ou duas coisas sobre sentido de estado, sobre negociação e sobre tática política.

 

Qualquer que seja o governo que surja, até pode não surgir nenhum, será sempre um governo liderado pelo PS. Neste sentido, toda e qualquer medida concreta deverá ser anunciada pelo líder desse partido. Mas Catarina Martins parece querer ser ela a dar as cartas todas. Parece que Catarina Martins se vê como líder do processo negocial. Com isto, pressiona o PS, coloca o carro adiante dos bois e arrisca-se a que o tiro lhe saia pela culatra.

 

O objetivo primordial para a esquerda deveria ser retirar a coligação do poder e, para isso, viabilizar um governo PS. Claro que tal deve ser feito na base de alguns pressupostos, mas tais pressupostos não devem ser usados como armas de arremesso em tão prematura fase negocial, devendo ser tratados com um bom conselheiro sigilo. Catarina Martins parece querer construir Roma e Pavia em menos de um dia e, com isso, nem se dá conta de potencialmente estar a corromper a prossecução de tal tarefa.

 

Depois há ainda os lugares no executivo. Quem está atento às entrelinhas dos discursos consegue observar sinais claros de que para o BE o tema não é tão secundário como para a CDU. Isto constitui, possivelmente, mais um peso a pressionar o PS e a alimentar as chamas internas que o dividem e já se notam e ouvem. É importante notar que a esquerda terá eventualmente mais força e influência governativa enquanto suporte parlamentar do que fazendo parte do executivo. Até poderá não ser assim, mas tal não poderá ser apurado com os órgãos dos sentidos subordinados a uma ansiedade descontrolada por protagonismo e por poder.

publicado às 20:59

Pág. 2/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub