Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

Porto de Amato

Porto de Amato, porto de abrigo do filho de Héracles

O ministro cara-de-pau

por Amato, em 09.09.17

Deixem-me ver se consigo descrever em poucas palavras o que se passa com os nossos enfermeiros especializados.

 

Há uma diferença, estabelecida na lei e lavrada nas tabelas remuneratórias, entre o salário de um enfermeiro sem especialização e um com especialização. Essa diferença anda à volta de mil euros, pelo que é substancial e deve ter motivado muitos enfermeiros a investir na sua formação para obter uma especialização. É claro que um enfermeiro especializado pode ser contratado para tarefas de enfermagem que não requeiram especialização e, nesse caso, será pago como um enfermeiro não especializado. O que tem acontecido, todavia, é de uma baixeza moral que quebra todas as barreiras.

 

Há vários anos a esta parte, os hospitais públicos e privados têm vindo a contratar enfermeiros com especialização, colocando-os em tarefas que requerem essa mesma especialização, mas oferecendo-lhes um contrato de enfermeiro sem especialização. Esta infame forma de se fazer as coisas tem-se prolongado no tempo alicerçada em promessas de alteração que nunca se cumprem, no elevado desemprego que afeta a profissão e numa ordem e sindicatos que, sinceramente, não sei o que estiveram a fazer até agora. É evidente que esta inadmissível situação teria que chegar a um ponto de saturação. Numa ação sobretudo simbólica, os enfermeiros têm entregado as suas cédulas de especialização e ameaçam com greve a toda e qualquer tarefa que requeira essa mesma especialização.

 

Face ao descrito, é preciso ter muita cara-de-pau para vir para as televisões apelidar o protesto dos enfermeiros de “ilegítimo”, “ilegal” e “imoral”. E mais: é preciso não ter um pingo de vergonha na cara.

 

http://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/565609280cf2edd812797100/

 

Vivemos numa era engraçada, que disto não restem dúvidas. Vivemos numa era onde o indivíduo que nos rouba ou que, para todos os efeitos lidera a quadrilha dos que nos roubam, dos que diariamente nos ultrajam, ainda vem para a televisão e para os jornais insultar-nos na cara.

 

Volto a repetir esta ideia muito batida neste blog. Aqui estão as negociações do orçamento do estado. É aqui que elas estão, PCP e Bloco. A troco de umas esmolas a alguns reformados e a alguns funcionários públicos, está-se a apoiar um governo que consegue ser tão ou mais canalha para com quem trabalha (para com quem efetivamente trabalha neste país) do que o governo anterior. Pensem nisso. Para o vosso bem.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Amato

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mensagens